Ademir da Guia

O Palmeiras nunca teve um jogador tão talentoso e que unisse perfeitamente a classe e a habilidade com a bola nos pés com a capacidade de conquistar títulos como o “Divino” fez em 16 anos de clube. Sua genialidade transcendeu as quatro linhas, virando poesia e filme (“Um Craque Chamado Divino”, de 2006). Comandante das Academias dos anos 60 e 70, está eternizado em um busto de bronze nos jardins do Palestra Italia. É o jogador que mais partidas disputou na história do clube.

Atuação

Preseça Vip
Jogos de Futebol
Talk-Shows

Títulos

Campeonato Paulista em 1963, 1966, 1972, 1974 e 1976;
Torneio Rio-São Paulo em 1965;
Campeonato Brasileiro em 1967 (Torneio Roberto Gomes Pedrosa), 1967 (Taça Brasil), 1969, 1972 e 1973.